Seu site de estilo (e qualidade) de vida

17/09/2014 - 0:10

Ser mãe é merecer o paraíso

Anelisa Lopes, especial para o Mazarine

Valentino completou um mês. E, nesse período, recebi várias mensagens de amigas questionamento como tem sido a tal da maternidade, especialmente daquelas que desejam ser mãe. Resumidamente, expliquei que aconteceu uma perda de identidade e, ao mesmo tempo, nasceu outro ser desconhecido (sim, eu mesma).

Explica-se: foi-se embora uma mulher programada, com controle absoluto sobre sua casa e seu trabalho para dar lugar a outra que mal tem tempo para escovar os dentes, se esquece de pentear o cabelo e não pode nem programar a hora em que vai comer. Todos os dias são iguais e diferentes ao mesmo tempo, pois, em cada um deles, aprende-se uma coisa nova.

A mãe Anelisa Lopes, jornalista nas horas vagas, com Valentino

A mãe Anelisa Lopes, jornalista nas horas vagas, com Valentino

Dizem que amor de mãe é algo difícil  de mensurar. O que não se sabe, no entanto, é que é um sentimento que vai sendo construído dia após dia, mamada após mamada, noite após noite mal dormida.

Ser mãe é aprender a viver da alegria do outro, como por exemplo, depois de horas de esforço para fazer o bebê dormir, surge aquela sensação de alívio e vitória: “Iupiiiii, ele vai descansar e vou colocar as últimas 24 horas em dia em apenas 2 horas”.

Coloca então o feijãozinho no berço, feliz da vida. Mal respira para não acordá-lo, sai nas pontas do pé e dá uma última olhada. Ele abre um dos olhos e você praticamente lê o pensamento dele: “Sabe de nada, inocente… Acordei hihihihi”.

Realmente, você não sabia de nada… Sobre paciência, tolerância, dedicação e, claro, amor.

Anelisa Lopes Gaspar, mãe em tempo integral do agitado Valentino e, no momento, jornalista nas horas vagas

Comentários

comentários